13 de out de 2011

Natureza Humana

Eu sou a imagem
Sou a semelhança,
Sou a criatura, não
Sou o criador, sou a arrogância
Não tenho nada, mas quero tudo
Sou a ganância, tenho os piores elementos
Numa única instância.
Ganhei a vida, temo a morte
Nego a Deus, aceito a sorte.
Sou a desventura, o norte
Dos que enfim, acreditaram
Que por si se endeusariam
Numa sublime existência.
Eterno pesadelo dos tolos
Que acreditam poder mudar
A natureza das coisas.

2 comentários:

mateus disse...

essa é a verdadeira naturesa humana

Juarez do Brasil disse...

Muito bonita a poesia. Parabéns!

Postar um comentário